Simples Assim

Grazie Doce Fel
Grazie Doce Fel

Simples Assim não foi tão simples assim

Nem me lembro de quando me apaixonei pela música. Que irônia, venho de uma família tão grande que mesmo assim há 15 anos moro em Sampa e pelo menos há 10 anos moro sozinha, melhor dizendo, Lili e eu, minha cachorrinha.
                Nos momentos que mais quis falar, criei, cantei e cantei.
                Sou péssima para datas (risos), mas acredito que há uns seis anos atrás quis que outras pessoas além dos meus vizinhos ouvissem o projeto que havia iniciado antes ainda (Risos).       

                Então gravei um  piloto, bem acústico, mas ainda tinha uma coisa dentro de mim que dizia que ainda não era aquilo. Saí distribuíndo à todos o meu feito.
                A construção de Simples Assimfoi uma experiência muito dolorosa, mas com muito carinho consegui finalizar e está aí na praça à 6 meses, muito bem recebido em Brasília, Mnas Gerais, 10 cidades do interior que já está em algumas rádios e aqui em Sampa uma surpresa pra mim, super elogiado e comentam sobre ele com um carinho que me emociona.

              Quando tocamos, rola uma energia de outro mundo, que faz surgir uma sintonia tão grande que impressiona e contagia todos.
                A banda, eu diria, é uma unidade. Todos juntos formamos um único ser. Algo muito louco, inexplicável.

     “Fizemos tudo que um ser humano conseguiria fazer; um som limpo, de qualidade, que reflete o cotidiano de uma pessoa comum”. Como agente diria; não tem essa coisa de sorte, tem a ver com Deus, “Simples Assim” os corações que conseguirmos alcançar, serão os mesmos que nos levarão onde nossos corações estão destinados a chegar.
                Isso é Grazie.
                Somos todos Grazie, assim como Marias e Josés, que nascem em várias cidades e que a vida se encarrega de realizar um encontro, isso é muito raro, é difícil ver uma banda nesse nível, com essa junção, é ser “uno” e cada pedra que encontramos no caminho guardamos na mochila, porque sabemos que no final o nosso castelo será feito com todas elas e será imenso. É difícil descrever, mas só de ouvir a música é possível sentir tudo isso que estou falando e vivendo nesse momento.
               Só tenho a agradecer todos que acompanham, mas como esse sonho é muito grande, se leva um tempo para alcançar e esse grande trajeto é só pra lapidar e amadurecer o que somos de verdade.

               Então são eles que fazem minha vida em cifras; Robson Caldas (batera), Jinnão (contra-baixo), Mônica Menezes (violão) e Leo Moura (guitarras).
               Posso dizer que idealizei tudo isso que chamo de “Simples Assim”, porque é tudo " Simples Assim " (rsrs)

       LEGALIZEM O ROCK ‘N ROLL PORQUE NA VERDADE ELE É COMO O PULSAR DE UM CORAÇÃO.

ROCK, ROCK, ROCK, ROCK, ROCK...

 

                          Por Grazie.